Liszt Vieira | Escritor

Brasil: Líder Mundial da Desigualdade

14/01/2020

 

Quem recebe mais do que R$ 5.214 por mês já está entre os 10% mais ricos do Brasil. Isso é quase sete vezes mais do que a média do rendimento real de metade da população, que foi de apenas R$ 754 no ano passado, segundo o IBGE.

Em 2018, o 1% mais rico – somente 2,1 milhões de pessoas – tinha renda média de R$ 16.297 por pessoa. Isso significa que essa pequena parcela ganhava quase 40 vezes mais que a metade mais pobre da população.

Com esses números, a desigualdade de renda no país alcançou nível recorde em 2018,

O 1% mais rico da população tem 27,8% da renda nacional no Brasil contra 21,7% na Índia, 16,8% na Argentina e 20,2% nos EUA. O Brasil é líder mundial na desigualdade de renda que só piora no atual governo.