Liszt Vieira | Escritor

Os Médicos e Bolsonaro

13/04/2020

 

A grande maioria dos médicos votou em Bolsonaro e continuava apoiando até há pouco.

Enquanto Bolsonaro defendia tortura, dizia que seu herói era um famigerado torturador, propunha armar todo mundo para uma guerra civil, discriminava gay, negro, indígena e mulher, comportava-se como um cafajeste ignorante, idiota e irresponsável, dizia impropérios para todo lado, sem critério nenhum, atacando desde a China até a esposa do presidente da França; enquanto seu governo cortou recursos da saúde, educação, pesquisa científica, meio ambiente e de toda área social, esses médicos não viram problema.

Somente agora, com a negação da importância da pandemia e com seu comportamento tresloucado, uma parte dos médicos deixou de apoiar Bolsonaro. Isso diz muito sobre o Brasil.